Loading...

sábado, 26 de maio de 2012

Por dentro do cérebro - Dr Paulo Niemeyer Filho / Neurocirurgião



Parte da entrevista da revista PODER, ao neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, abaixo, quando lhe foi perguntado:


O que fazer para melhorar o cérebro ?


PN:Você tem de tratar do espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida, fazer exercício. Se está deprimido, reclamando de tudo, com a autoestima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter alegria. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a autoestima no ponto.


PODER: Cabeça tem a ver com alma?


PN: Eu acredito que a alma está na cabeça. Quando um doente está com morte cerebral, você tem a impressão de que ele já está sem alma... Isso não dá para explicar, o coração está batendo, mas ele não está mais vivo. Isto comprova que os sentimentos se originam no cérebro e não no coração.


PODER: O que se pode fazer para se prevenir de doenças neurológicas?


PN: Todo adulto deve incluir no check-up uma investigação cerebral. Vou dar um exemplo: os aneurismas cerebrais têm uma mortalidade de 50% quando rompem, não importa o tratamento. Dos 50% que não morrem, 30% vão ter uma sequela grave: ficar sem falar ou ter uma paralisia. Só 20% ficam bem. Agora, se você encontra o aneurisma num checkup, antes dele sangrar, tem o risco do tratamento, que é de 2%, 3%. É uma doença muito grave, que pode ser prevenida com um check-up.


PODER: Você acha que a vida moderna atrapalha?


PN: Não, eu acho a vida moderna uma maravilha. A vida na Idade Média era um horror. As pessoas morriam de doenças que hoje são banais de ser tratadas. O sofrimento era muito maior. As pessoas morriam em casa com dor. Hoje existem remédios fortíssimos, ninguém mais tem dor.


PODER: Existe algum inimigo do bom funcionamento do cérebro?


PN: Todo exagero.Na bebida, nas drogas, na comida, no mau humor, nas reclamações da vida, nos sonhos, na arrogância,etc.O cérebro tem de ser bem tratado como o corpo. Uma coisa depende da outra.
É muito difícil um cérebro muito bom num corpo muito maltratado, e vice-versa.


PODER: Qual a evolução que você imagina para a neurocirurgia?


PN: Até agora a gente trata das deformidades que a doença causa, mas acho que vamos entrar numa fase de reparação do funcionamento cerebral, cirurgia genética, que serão cirurgias com introdução de cateter, colocação de partículas de nanotecnologia, em que você vai entrar na célula, com partículas que carregam dentro delas um remédio que vai matar aquela célula doente que te faz infeliz. Daqui a 50 anos ninguém mais vai precisar abrir a cabeça.


PODER: Você acha que nós somos a última geração que vai envelhecer?


PN: Acho que vamos morrer igual, mas vamos envelhecer menos. As pessoas irão bem até morrer. É isso que a gente espera. Ninguém quer a decadência da velhice. Se você puder ir bem mentalmente ,com saúde, e bom aspecto, até o dia da morte, será uma maravilha.


PODER: Hoje a gente lida com o tempo de uma forma completamente diferente. Você acha que isso muda o funcionamento cerebral das pessoas?


PN: O cérebro vai se adaptando aos estímulos que recebe, e às necessidades. Você vê pais reclamando que os filhos não saem da internet, mas eles têm de fazer isso porque o cérebro hoje vai funcionar nessa rapidez. Ele tem de entrar nesse clique, porque senão vai ficar para trás. Isso faz parte do mundo em que a gente vive e o cérebro vai correndo atrás, se adaptando.


Você acredita em Deus?


PN: Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela adrenalina toda, quando acabamos de operar, vai até a família e diz:"Ele está salvo".
Aí, a família olha pra você e diz:

"Graças a Deus!".

Então, a gente acredita que não fomos apenas nós, que existe algo mais independente de religião.


VIVA O AGORA !!! E ACREDITE ( EM DEUS)

domingo, 13 de maio de 2012

Maria, Mãe de Jesus





Estudo Sobre Maria - 1º Parte

Os Registros da Bíblia sobre Maria

 

A Bíblia fala pouquíssimo sobre Maria.

E nas poucas vezes em que é citada, o teor das mensagens objetivam sempre prestar esclarecimentos sobre a pessoa bendita de Jesus. E ensinam que é a Ele que nós devemos conhecer, e é para Ele que devemos nos voltar.
Esta inclusive é a única mensagem que a própria Maria nos deixou, através do único testemunho que deu, e que está registrado no Evangelho segundo S. João:

Jo 2.5 - "Sua mãe disse aos serventes: " FAZEI TUDO QUANTO ELE VOS DISSER."


Maria só é mencionada no Novo Testamento, em aproximadamente quarenta versículos:


  27 vezes, a mencionam apenas para relatar fatos sobre a geração, nascimento e infância de JESUS;
  8 vezes, para mencionar a família de JESUS;
  3 vezes, para narrar o primeiro milagre realizado por JESUS;
  2 vezes, para esclarecer sobre o seu amparo após a morte de JESUS.

Portanto, as poucas menções que a Bíblia faz sobre Maria, estão diretamente relacionadas com a pessoa do Senhor Jesus.

Ele é quem é o personagem central da Bíblia, sendo mencionado nas páginas do Novo Testamento, cerca de 2.288 vezes, através dos títulos que evidenciam sua Divindade, sacrifício, ministérios que exerceu e exerce para nossa salvação, sua perfeita humanidade, morte vicária, soberania e sabedoria:


 
  1.170 vezes Ele é chamado pelo seu nome JESUS, que no grego significa SALVADOR;
  454 vezes Ele é chamado SENHOR;
  58 vezes, chamado MESTRE;
  318 vezes, chamada CRISTO, MESSIAS, ou UNGIDO DE DEUS;  23 vezes, chamado SALVADOR;
  13 vezes, chamado SACERDOTE;
  118 vezes, chamado FILHO DE DEUS;
  11 vezes, chamado FILHO DE DAVI;
  85 vezes, FILHO DE HOMEM;
  32 vezes, CORDEIRO DE DEUS;
  6 vezes, chamado MEDIADOR.

Fora dos Evangelhos, o nome de Maria só aparece uma única vez, no livro de Atos, juntamente com os nomes dos doze Apóstolos, e a menção a outros discípulos que os acompanhavam, inclusive os irmãos de Jesus (At 1.13,14). Ali está declarado que todos eles, após a ascensão de Jesus, ficaram juntos, morando no cenáculo em Jerusalém, onde perseveravam unânimes em oração, aguardando o derramamento do Espírito Santo, como o Senhor prometera (Lc 24.49; At 1.4).

Comparando At 1.4 com 2.1-4, podemos entender que Maria foi alcançada pela grande bênção da descida do Espírito Santo, ocorrida no dia de Pentecostes.

Também podemos entender que ela fez parte da Igreja primitiva (At 2.44).

Entretanto, apesar do batismo com o Espírito Santo, após o qual, muitos milagres foram operados através dos Apóstolos, a Bíblia não registra porém, um só milagre que haja sido operado através de Maria, ou qualquer discurso que haja feito, ou qualquer pronunciamento do Senhor em seu benefício, que venha denotar superioridade espiritual da sua parte com relação aos demais membros da Igreja.

As Epístolas, nenhuma vez o nome de Maria é mencionado. 

O seu nome não aparece de forma alguma, nem mesmo sob a égide de mãe de Jesus, ao contrário, na Epístola aos Hebreus está escrito que Ele não tem pai, nem mãe, porquanto é eterno (Hb 7.3). 

Isto porque as Epístolas foram escritas com a finalidade de doutrinar a Igreja e ensiná-la a viver em santificação e a adorar exclusivamente ao Senhor, pois segundo a Bíblia, Ele é o único digno de receber honra, glória, louvor e adoração (Ap 5.8-13). E neste particular, a Bíblia proíbe terminantemente aos fiéis de fazer qualquer adoração ou veneração a qualquer outro nome que não seja o nome excelso do Senhor Jesus.

AS PRIMEIRAS EVIDÊNCIAS DE QUE JESUS É O MESSIAS

A chegada do Messias foi revelada não só a Maria, José, Isabel e Zacarias, mas Deus cuidou que várias testemunhas tomassem conhecimento das boas- novas:

Assim, Mateus narra que Deus enviou uma estrela para guiar uns magos que vieram do oriente para adorá-lo (Mt 2.1,2).

Através dos magos, o rei Herodes, também tomou conhecimento e toda Jerusalém com ele (Mt 2.3), inclusive os Príncipes dos sacerdotes e os escribas (Mt 2.4-6). Prosseguindo os magos a sua viagem em busca do menino, a estrela guiou-os até a casa onde Ele se encontrava com a sua mãe. E a Bíblia diz que os magos ao verem Jesus, prostraram-se para adorá-lo (Mt 2.11).

Observe-se aqui que nenhum gesto de reverência à mãe do menino está registrada. A adoração foi prestada unicamente ao Salvador.

Lucas nos diz que o Anjo do Senhor anunciou a alguns pastores que estavam em vigília, pastoreando o rebanho (Lc 2.8-12), os quais viram também uma multidão de anjos que glorificavam a Deus pelo acontecimento (Lc 2 13-15). 

Os pastores creram na mensagem, foram até Belém e ali confirmaram o que lhes tinha sido dito pelos anjos, pois encontraram Maria, José, e o menino deitado na manjedoura (Lc 2.15-16).

Assim, trataram também de divulgar o acontecimento a todos que os ouviam e todos se maravilhavam e glorificavam o nome do Senhor.

E Maria, por sua vez, sendo de origem humilde (a sua família não é sequer citada no cânon sagrado), e casada com um simples carpinteiro, ao ver aquela manifestação de júbilo em torno do menino, a Bíblia diz que ela guardava todas essas coisas conferindo-as em seu coração (Lc 2.17-20), ou seja, tudo aquilo servia para ela como sinal confirmatório de que o seu filho era verdadeiramente o Messias.

Outro sinal para Maria aconteceu quando o menino completou doze anos e foi com eles à Jerusalém, à festa da Páscoa (Lc 2.39-42).

Ao regressarem à Nazaré, Maria e José não perceberam que o menino não os acompanhara, pois eram muitos os que voltavam, e eram conhecidos, e vinham aos grupos pela estrada. 

Só depois de um dia de viagem é que perceberam a sua ausência. Assim regressaram a Jerusalém, e três dias depois o encontraram no templo, assentado no meio dos doutores, que os ouviam e interrogavam, e se admiravam com a sua inteligência e respostas (Lc 2.43-47).

Ali, pela primeira vez, Jesus declara a supremacia da sua filiação com Deus: quando foi inquirido pela sua mãe, pela preocupação que lhes tinha dado, respondeu-lhe:

Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?" (Lc 2.49).

A Segunda vez em que esta supremacia é declarada, foi nas bodas de Caná da Galiléia, onde Jesus manifestou a sua Glória pela primeira vez em Israel. O registro encontra-se no Evangelho segundo S. João.

É interessante observar que o Apóstolo João não cita o nome de Maria, nenhuma vez, no Evangelho que escreveu. Nas três únicas narrativas em que é citada, ele a menciona apenas como a mãe de Jesus, sem nenhuma preocupação de dar a sua identificação pessoal (Jo 2.1,3,12; 6.42; 19.25-27).

Isto porque não era a pessoa dela que precisava ser divulgada, mas sim, era a pessoa de Jesus que precisava ser levada ao conhecimento de toda humanidade, para salvação, conforme o próprio João esclarece no final do seu Evangelho: Jo 20.31 - " Estes foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo tenhais vida em seu nome."

Esta é a mensagem central do Evangelho de João: apresentar Jesus como o Filho de Deus, o Cristo, o único que tem poder para ressuscitar mortos e conceder vida terna (Jo 6.38-40).

Este poder Ele recebeu do Pai celestial (Jo 10.11,15,17,18). 

Tudo quanto fez, Ele o fez porque o Pai era com Ele.

Nada foi herdado da carne (Jo 3.31), mas veio de Deus que estava nele e fazia as obras, para a Glória do seu nome (Jo 10.30-38; 14.9-13). 

Também nos seus discursos Ele falava o que o Pai mandava (Jo 48-50). Era o Verbo de Deus feito carne. E foi o seu lado Divino e a sua preexistência (Jo 1.1-3) que João evidenciou na biografia que escreveu. 

Por esta razão, ele não dissertou sobre o seu nascimento e a sua genealogia, e assim não precisou identificar a sua mãe. A primeira vez que a menciona é na narrativa das bodas de Caná da Galiléia, onde Jesus operou o seu primeiro milagre.


Minha Fonte: http://www.adcandel.com.br/


***Esse estudo pode ser repassado, desde que seja citada a fonte (Fátima Moreira de Carvalho)***

Autora do Estudo: Maria de Fátima Moreira de Carvalho



O Anjo chamado Mãe



Uma criança pronta para nascer, perguntou a Deus:
- Senhor, dizem que descerei para a Terra amanhã, mas como vou viver lá, sendo assim, tão pequena e indefesa?
E Deus falou:
- Entre muitos anjos, eu escolhi um muito especial para você. Esse Anjo está lhe esperando e tomará conta de você.
A criança, curiosa, continuou:
- Mas, me diga uma coisa, Senhor, aqui no céu eu não faço nada, a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz...como será lá na Terra?
E Deus, pacientemente falou:
- Seu Anjo irá cantar e sorrir para você. A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu Anjo e será feliz.
A criança queria saber mais e perguntou:
- E como vou entender, quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas da Terra falam?
E Deus respondeu:
- Com muita paciência e carinho, seu Anjo vai lhe ensinar a falar.
A criança quis saber mais:
- E o que vou fazer quando eu quiser falar contigo, Senhor?
Deus disse:
- Seu Anjo vai juntar suas mãos e lhe ensinar a orar.
A criança, preocupada, perguntou também:
- Eu ouvi dizer que na Terra existem homens maus. Quem irá me proteger dos perigos?
Deus, então, respondeu:
- Seu Anjo irá defender você, mesmo arriscando sua própria vida.
A criança queria saber muito mais e falou:
- Então serei sempre triste porque não o verei mais, Senhor!
Deus disse:
- Seu Anjo sempre irá lhe falar de Mim. Vai lhe ensinar a maneira de vir a Mim. E Eu, sempre estarei dentro de você!
Nesse momento, havia muita paz no Céu, mas, as vozes da Terra já começavam a ser ouvidas.
A criança, apressada, pediu carinhosamente a Deus:
- Oh, Deus! Se eu este é o momento de ir para a Terra, por favor, me diga...qual o nome do meu Anjo?
E Deus respondeu:
- Você chamará o seu Anjo de: MÃE !

Deus deu às mães o poder máximo de um ser humano: gerar a vida.
ELE sabe que as mães são verdadeiros Anjos.
Elas se fazem presentes em cada pedacinho de nossas vidas;orientando, ensinando, protegendo, amando...
O anjo ( Mãe) que Deus trouxe para mim, se chama Eugênia (foto). Apesar que esse anjo andou me dando trabalho por alguns anos,mas agora, graças a Deus, está bem.
Não posso estar ao lado dela todo o tempo, mas Jesus pode. Então não preciso me preocupar,pois é Jesus que toma conta dela.

O dia que Deus criou a Mãe



No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite há seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse:



Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto Senhor?


E o Senhor Deus respondeu-lhe: Você já leu as especificações desta encomenda?


Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico.


Deve ter 180 partes móveis e substituíveis, funcionar a base de café e sobras de comida.


Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças.


Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos.


O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe: Seis pares de mãos Senhor? Parece impossível ?


Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter?


O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe: E tem isso no modelo padrão?


O Senhor Deus assentiu: Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: Eu te compreendo e te amo! sem dizer uma palavra.


E o anjo mais uma vez comenta-lhe:


Senhor... já é hora de dormir. Amanhã é outro dia.


Mas o Senhor Deus explicou-lhe: Não posso, já esta quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho...


O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou:


É muito delicada, Senhor!


Mas o Senhor Deus disse entusiasmado: Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar!


O anjo, analisando melhor a criação, observa:


Há um vazamento ali Senhor...


Não é um simples vazamento, é uma lagrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos.


Vós sois um gênio, Senhor! disse o anjo entusiasmado com a criação.


MÃE!!

Uma palavra tão simples,mas que significa tanto para alguém.
Sei que também,mesmo não querendo,alguém que não teve uma mãe sempre por perto, não dê a mínima atenção para esse dia,se bem que DIA DAS MÃES, são todos os dias,não é preciso ter um dia especial para elas.
Sou mãe, graças a Deus que me deu esse privilégio de poder ter o meu filho, mas não significa que uma mãe é só aquela que gera um filho em seu ventre.
Mãe... são todas aquelas que, por amor ao ser humano, a uma criança, o adota e cria como filho.Como muitos dizem.."MÃE POSTIÇA".
Quantos filhos  devem estar tristes por não terem suas mães por perto,ou porque Deus as levou ou porque foram abandonados por elas.
Esses filhos que foram abandonados por suas mães,podem sentir ódio ou raiva por elas, ficam tristes,desolados. Mas uma coisa eu aprendi..PERDOAR.
Também fui abandonada por meu pai biológico, e tive um pai do coração, que me criou . Perdoei meu pai biológico e não sinto raiva e nem ódio dele.
Assim acontece com as mães que abandonam seus filhos, deveriam saber o motivo pelo qual foram abandonados. Sei que muitas não fazem isso porque querem, algumas preferem deixar que outras pessoas criam seu filho e que tenha melhores condições.Naquele momento podem estar doentes também.
Mas uma coisa eu tenho certeza,  duvido que uma mãe que gerou um filho e depois que abandona, não sente remorso ou se arrepende pelo que fez. Por mais que um filho seja abandonado por sua mãe biológica, essa pessoa sempre será sua mãe.
Essa mãe pode não saber o que fez ,na época, mas Deus sempre sabe o que faz. Um dia, tanto pai,mãe ou filho verão que estão errados e podem querer pedir perdão, espero que o façam logo, antes que seja tarde demais.
Parabéns as mães, avós que são mães duas vezes e aos pães( pai e mãe), que também perderam suas esposas ,criaram e criam seus filhos com tanto amor e carinho.
Para aqueles que tem as mães ainda por perto, aproveitem o máximo que podem ao seu lado, mesmo que ela seja chata ou que não foram ou não são as mães que tanto queriam.
Mesmo que ela não te ame, ame-a .
Pois, quando um dia ela se for, será tarde demais para dizer EU TE AMO. E ela não poderá retribuí-lo.
Então, se tens a mãe por perto diga:

Mãe...EU TE AMO!!!

terça-feira, 8 de maio de 2012

LIBRAS: Eu amo LIBRAS!

LIBRAS: Eu amo LIBRAS!





LIBRAS é uma forma de comunicação entre os surdos. O surdo é um ser humano como nós, tem sentimentos e podem participar de qualquer atividade, seja cultural ou religiosa. Trabalham e tem capacidades de poder realizar coisas que um ouvinte faz, como dirigir, fazer trabalhos manuais, intelectuais, ler, estudar , fazer cursos,ser pais e muito mais. Basta que deem oportunidade a eles, para que mostrem o que sabem.

CAPÍTULO IX

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 28. Os órgãos da administração pública federal, direta e indireta, devem incluir em seus orçamentos anuais e plurianuais dotações destinadas a viabilizar ações previstas neste Decreto, prioritariamente as relativas à formação, capacitação e qualificação de professores, servidores e empregados para o uso e difusão da Libras e à realização da tradução e interpretação de Libras - Língua Portuguesa, a partir de um ano da publicação deste Decreto.

Art. 29. O Distrito Federal, os Estados e os Municípios, no âmbito de suas competências, definirão os instrumentos para a efetiva implantação e o controle do uso e difusão de Libras e de sua tradução e interpretação, referidos nos dispositivos deste Decreto.

Art. 30. Os órgãos da administração pública estadual, municipal e do Distrito Federal, direta e indireta, viabilizarão as ações previstas neste Decreto com dotações específicas em seus orçamentos anuais e plurianuais, prioritariamente as relativas à formação, capacitação e qualificação de professores, servidores e empregados para o uso e difusão da Libras e à realização da tradução e interpretação de Libras - Língua Portuguesa, a partir de um ano da publicação deste Decreto.

Art. 31. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 22 de dezembro de 2005; 184o da Independência e 117o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Fernando Haddad






Como cuidar bem de você mesmo





Como cuidar bem de você mesmo

 

1. Caminhe de 10 a 30 minutos todos os dias e sorria enquanto caminha.


2. Ore na intimidade com Deus pelo menos 10 minutos por dia, em segredo, se for necessário.


3. Escute boa música todos os dias. A música é um autêntico alimento para o espírito.


4. Ao se levantar de manhã, fale "Deus, meu Pai, Te agradeço por este novo dia".


5. Viva com os 3 "E": Energia, Entusiasmo e Empatia.


6. Participe de mais brincadeiras do que no ano passado.


7. Sorria mais vezes do que o ano passado.


8. Olhe para o céu pelo menos uma vez por dia e sinta a majestade do mundo que rodeia você.


9. Sonhe mais, estando acordado.


10. Coma mais alimentos que crescem nas árvores e nas plantas, e menos alimentos industrializados.


11. Coma nozes e frutas silvestres. Tome chá verde, muita água e um cálice de vinho ao dia. Cuide de brindar sempre por alguma das muitas coisas belas que existem em sua vida e, se possível, faça em companhia de quem você ama.


12. Faça rir pelo menos 3 pessoas por dia.


13. Elimine a desordem de sua casa, seu carro e seu escritório. Deixe que uma nova energia flua em sua vida.


14. Não gaste seu precioso tempo em fofocas, coisas do passado, pensamentos negativos ou coisas fora de seu controle. Melhor investir sua energia no positivo do presente.


15. Tome nota: a vida é uma escola e você está aqui para aprender. Os problemas são lições passageiras, o que você aprende com eles é o que fica.


16. Tome o café da manhã como um rei, almoce como um príncipe e jante como um mendigo.


17. Sorria mais.


18. Não deixe passar a oportunidade de abraçar quem você ama. Um abraço!


19. A vida é muito curta para você desperdiçar o tempo odiando alguém.


20. Não se leve tão a sério. Ninguém faz isto.


21. Não precisa ganhar cada discussão. Aceite a perda e aprenda com o outro.


22. Fique em paz com o seu passado para não estragar o seu presente.


23. Não compare sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.


24. Ninguém está tomando conta da sua felicidade a não ser você mesmo.


25. Lembre que você não tem o controle dos acontecimentos, mas sim do que você faz deles.


26. Aprenda algo novo cada dia.


27. O que os outros pensam de você não é de sua conta.


28. Ajude sempre os outros. O que você semeia hoje, colherá amanhã.


29. Não importa se a situação é boa ou ruim, ela mudará.


30. O seu trabalho não cuidará de você quando você estiver doente. Seus amigos sim. Mantenha contato com seus amigos.


31. Descarte qualquer coisa que não for útil, bonita ou divertida.


32. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem o que você precisa.


33. O melhor está ainda por vir.


34. Não importa como você se sente: levante, vista e participe.


35. Ame sempre com todo o seu ser.


36. Telefone para seus parentes frequentemente e mande emails dizendo: Oi, estou com saudades de vocês!


37. Cada noite, antes de deitar, agradeça a Deus por mais um dia vivido.


38. Lembre que você está muito abençoado para estar estressado.


39. Desfrute da viagem da vida. Você só tem uma oportunidade, tire dela o maior proveito.

40. Lembre-se...


JESUS TE AMA E JAMAIS TE ABANDONA!!