Loading...

domingo, 13 de maio de 2012

O dia que Deus criou a Mãe



No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite há seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse:



Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto Senhor?


E o Senhor Deus respondeu-lhe: Você já leu as especificações desta encomenda?


Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico.


Deve ter 180 partes móveis e substituíveis, funcionar a base de café e sobras de comida.


Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças.


Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos.


O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe: Seis pares de mãos Senhor? Parece impossível ?


Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter?


O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe: E tem isso no modelo padrão?


O Senhor Deus assentiu: Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: Eu te compreendo e te amo! sem dizer uma palavra.


E o anjo mais uma vez comenta-lhe:


Senhor... já é hora de dormir. Amanhã é outro dia.


Mas o Senhor Deus explicou-lhe: Não posso, já esta quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho...


O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou:


É muito delicada, Senhor!


Mas o Senhor Deus disse entusiasmado: Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar!


O anjo, analisando melhor a criação, observa:


Há um vazamento ali Senhor...


Não é um simples vazamento, é uma lagrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos.


Vós sois um gênio, Senhor! disse o anjo entusiasmado com a criação.


MÃE!!

Uma palavra tão simples,mas que significa tanto para alguém.
Sei que também,mesmo não querendo,alguém que não teve uma mãe sempre por perto, não dê a mínima atenção para esse dia,se bem que DIA DAS MÃES, são todos os dias,não é preciso ter um dia especial para elas.
Sou mãe, graças a Deus que me deu esse privilégio de poder ter o meu filho, mas não significa que uma mãe é só aquela que gera um filho em seu ventre.
Mãe... são todas aquelas que, por amor ao ser humano, a uma criança, o adota e cria como filho.Como muitos dizem.."MÃE POSTIÇA".
Quantos filhos  devem estar tristes por não terem suas mães por perto,ou porque Deus as levou ou porque foram abandonados por elas.
Esses filhos que foram abandonados por suas mães,podem sentir ódio ou raiva por elas, ficam tristes,desolados. Mas uma coisa eu aprendi..PERDOAR.
Também fui abandonada por meu pai biológico, e tive um pai do coração, que me criou . Perdoei meu pai biológico e não sinto raiva e nem ódio dele.
Assim acontece com as mães que abandonam seus filhos, deveriam saber o motivo pelo qual foram abandonados. Sei que muitas não fazem isso porque querem, algumas preferem deixar que outras pessoas criam seu filho e que tenha melhores condições.Naquele momento podem estar doentes também.
Mas uma coisa eu tenho certeza,  duvido que uma mãe que gerou um filho e depois que abandona, não sente remorso ou se arrepende pelo que fez. Por mais que um filho seja abandonado por sua mãe biológica, essa pessoa sempre será sua mãe.
Essa mãe pode não saber o que fez ,na época, mas Deus sempre sabe o que faz. Um dia, tanto pai,mãe ou filho verão que estão errados e podem querer pedir perdão, espero que o façam logo, antes que seja tarde demais.
Parabéns as mães, avós que são mães duas vezes e aos pães( pai e mãe), que também perderam suas esposas ,criaram e criam seus filhos com tanto amor e carinho.
Para aqueles que tem as mães ainda por perto, aproveitem o máximo que podem ao seu lado, mesmo que ela seja chata ou que não foram ou não são as mães que tanto queriam.
Mesmo que ela não te ame, ame-a .
Pois, quando um dia ela se for, será tarde demais para dizer EU TE AMO. E ela não poderá retribuí-lo.
Então, se tens a mãe por perto diga:

Mãe...EU TE AMO!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário