Loading...

domingo, 19 de maio de 2013

Todo Crente é Católico




Todo Crente é Católico


A palavra católico significa "universal", assim todos os evangélicos também são católicos, porque o Evangelho de Jesus é universal. Já a palavra "apostólico" significa que os que assim se identificam ou que nós assim identificamos são procedentes do apostolado de Cristo ou continuadores dos apóstolos. Logo, todo evangélico é "Católico Apostólico". Só não são "Católicos Apostólicos Romanos". Porque este título se aplica aos seguidores do Catolicismo Romano ou da Igreja Católica. É interessante notar também que a palavra "crente" que hoje se aplica aos evangélicos quer dizer que os que assim são identificados crêem em Deus. Logo, todo católico crê em Deus, logo todo católico também é crente.
Outra palavra interessante também é "protestante", que hoje muitas pessoas a aplicam erradamente quando querem mencionar os evangélicos. Por quê? Porque muitas denominações evangélicas não protestaram contra o Catolicismo Romano. As denominações que nasceram do protesto de Lutero foram os "Luteranos", os "Presbiterianos", os "Metodistas", os "Anglicanos" (Igreja Oficial da Inglaterra desde Henrique VIII que reinou de 1491 a 1547) e a Igreja "Católica Apostólica Ortodoxa" também chamada "Igreja Ortodoxa" ou "Igreja do Oriente" que resultou do cisma que se verificou na Igreja Católica Apostólica Romana em 1054. Assim, todos esses podem ser qualificados como protestantes embora nem todos tenham nascido do protesto de Lutero, mas de alguma forma foram resultados de algum tipo de protesto ou dissidência.
Os Batistas e os Sabatistas já existiam quando Lutero rompeu com a Igreja Católica, logo não se enquadram como protestantes embora erradamente muitos os designam assim. Os Adventistas, os Assembleianos e outras denominações mais novas são posteriores à Reforma de Lutero e não se basearam no protesto de Lutero, mas nos ensinos da Bíblia e principalmente do Novo Testamento. A reforma implementada por Lutero visava uma mudança dentro da Igreja Católica que ao seu ver havia se distanciado dos ensinos da Palavra de Deus, dando ênfase e alimentando tradições erradas que foram sendo incorporadas às doutrinas e ensinos da Igreja ao longo dos anos. Principalmente depois que Constantino a oficializou como a Igreja do Império Romano. O projeto de reforma de Lutero foi tratado como um protesto e Lutero foi considerado como alguém que se levantava contra o sistema vigente da Igreja, motivo pelo qual foi duramente perseguido. Conclusão: todos os evangélicos são Católicos Apostólicos, só não são Romanos. Todos os que crêem em Deus são crentes, logo, os Católicos Romanos também poderiam ser chamados de crentes. E, é errado denominar todos os evangélicos de protestantes porque nem todos nasceram do protesto de Lutero.

Augusto Bello de Souza Filho
Bel em Teologia

Site: http://www.bibliapage.com/crente.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário