Loading...

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO



DIA 31 DE MAIO

DIA MUNDIAL DE COMBATE AO FUMO
DIA 29 DE AGOSTO
DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

CIGARRO, QUE DROGA!
Os pneumologistas afirmam que os males do fumo passivo causam severos prejuízos à saúde. A fumaça do cigarro libera a adrenalina e o cortisol, hormônios causadores do estresse ao fumante passivo, aquele que aspira o ar poluído pelo cigarro.
Evitar restaurantes, boates ou locais fechados, frequentados por fumantes, não é suficiente. O importante é coibir o cigarro também no trabalho e em casa. As substâncias tóxicas de apenas um cigarro aceso já poluem ambientes fechados. No final de um dia, aqueles que convivem 80% do tempo com fumantes podem ter respirado o equivalente a dez cigarros. Depois de passar pelo filtro do cigarro, a fumaça, pode poluir o ar, em média, com três vezes mais nicotina, três vezes mais monóxido de carbono, e até 50 vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça inalada pelo próprio fumante ''. E os chamados fumantes passivos são os que mais sofrem, podendo adquirir asma, otite, alergias, sinusite, faringite, bronquite e dor de cabeça, entre outras doenças como as arteriais, as cardíacas, o câncer de pulmão e de garganta.
Muitas pessoas fumam na varanda, na janela, ou nos corredores dos prédios acreditando que estão evitando o mal aos filhos pequenos. Mas os pediatras afirmam que as substâncias químicas são muito abrangentes, mesmo que o cheiro do cigarro não seja sentido.
Crianças e idosos, que convivem com pessoas fumantes, ficam com o sistema imunológico debilitado e correm o risco de sofrerem problemas respiratórios graves pelo resto da vida.
As substâncias químicas do cigarro são absorvidas pela placenta e prejudicam o desenvolvimento do feto. Daí ser necessário que as gestantes evitem ambientes onde haja fumantes, para evitar que seus bebês nasçam com baixa imunidade e muito abaixo do peso.
Pais e mães fumantes expõem seus filhos a um risco cinco vezes maior de padecerem de doenças pulmonares e também de virem a sofrer de morte súbita.
Não fume e não permita que fumem em lugares públicos! Respeite a vida!

Fonte: diversos sites
29 de agosto - Dia Nacional de Combate ao Fumo - Lei Nº 7.488 de 11/06/1986
O tabagismo é a principal causa de muitas doenças pulmonares, como a bronquite crônica, o enfisema pulmonar, o câncer de pulmão e está associado ainda a tumores em vários outros locais e doenças cardiovasculares.
Com o objetivo de conscientizar a população sobre o assunto e diminuir os riscos desses tipos de doenças, o governo aprovou, em 1986, a Lei Federal nº 7488, que estabeleceu o dia 29 de agosto como "Dia Nacional de Combate ao Fumo", criando assim, o compromisso de elaborar campanhas de combate ao tabagismo. Essa iniciativa também é praticada em todo mundo no dia 31 de maio, conhecido como "Dia Mundial sem o Tabaco", que movimenta todos países na luta contra o vício.
Segundo dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, no Brasil, cerca de 30% da população adulta é fumante. Além disso, estima-se que ocorram, a cada ano, 125.000 mortes no país por doenças associadas ao fumo.

Fonte: UFGNet; Soleis
Pesquisa: Lou Micaldas

O QUE GANHEI DE SAÚDE?
Já passaram seis anos que virei as costas pra um dos vícios mais infames e que nos aprisionam, tornando o nosso organismo um devoto da religião da fumaça. Hoje tenho uma resistência bem maior e um coração que bate mais forte, e meu estômago sabe receber os alimentos que antes o raio do cigarro impedia os seus horários.
Foi uma fase de péssimas orgias: uma, a bebida que consumia com frequência e o outro, o seu parceiro, o tabaco.
Anos e anos de péssimas companhias. Eu me iludia com os supostos prazeres que o pobre organismo recebia, como chumbo quente, todas as horas.
Que coisa triste é jogar dentro do corpo humano tanta sujeira e não enxergar que a nossa vida é tão tênue, que os melhores prazeres são aqueles em que o corpo está são e o pulmão obedece a sua função de respiração perfeita.
Quantas vezes, no ato conjugal, atrapalhava o meu prazer pela falta do oxigênio no melhor momento.
Sim, o cigarro é um prazer mórbido e cheio de ciladas, que nem imaginamos suas consequências danosas e só percebemos quando estamos na pior. Que terrível quando o médico especialista chama um parente mais próximo, anunciando o seu péssimo diagnóstico pra ser dito ao pobre consumidor do alcatrão.
Só tenho um melhor conselho pra todos que são fumantes e os tentados: "O preço do pecado é a morte". Hoje eu sei o significado dessas palavras sábias. Graças a Deus eu me salvei a tempo da maldição do tabaco.
Que o dia de hoje seja de muita reflexão para os ex-fumantes e os atuais como uma despedida desse vício cruel. Que mata mesmo.
Autora: Paulo Kwamme

QUEM FUMA DANÇA
Da Natureza cósmica,
a beleza da Vida.
Da orquestra que toca
a incerteza vivida.
Do vício que sufoca
o fumo escraviza.
Do palco, aplaudida
a dança do tango:
"Fumar é um prazer,
sensual, divinal..."
O casal dança e fuma.
Aplauso sensacional...
Fumar é morrer,
aos poucos, sem saber!
Faz sofrer ao perceber
que não há tempo a perder...
O exemplo é imortal,
na fumaça que dança.
O pulmão que é mortal,
oxigênio não alcança,
com sobrevida irreal,
perde a fé e a esperança.
Ao casal que fuma e dança,
no leito, a dor é real.
Já não existe Aliança,
porque o vício é fatal.
Autora: Sílvia Araújo Motta

ALEATÓRIOS: DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO
"Ninguém educa ninguém, ninguém se educa sozinho, os homens se educam em comunhão". Paulo Freire

"Que fazer por meus irmãos, se nem ao menos me querem ouvir? Dá água de vida aos que têm sede de espírito". Trigueirinho (extraído de "Não estamos sós")
Tabaco
Uma sugestão de um eminente psicólogo, William Reich, é o da pessoa, ao acordar, passar 5 minutos à frente do espelho repetindo: "Não! Não! Não!". Nossa civilização tem muita dificuldade em dizer NÃO!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Ouvindo Corações



Grande sabedoria é saber olhar a vida com olhos de ver. Enxergar as coisas de maneira diversa da habitual. Ir além das aparências.

Nós não somos apenas ossos, músculos, tendões, unhas, cabelos, sangue. Somos tudo isso e mais a essência, o espírito.

É essa essência que nos faz ficar doentes ou recuperar a saúde de uma doença sem bons prognósticos.

Assim, não se pode imaginar medicina sem os remédios, bisturis, equipamentos, poções. Mas, a essência não pode ser esquecida.

Dr. Josh era um talentoso cirurgião oncológico. Depois de alguns anos, começara a ter problemas.

Mal conseguia se levantar da cama todas as manhãs porque sabia que iria ouvir as mesmas queixas, dia após dia.

De tanto ouvir falar de dores e assistir ao sofrimento, deixara de se importar.

Para que tudo aquilo, afinal? Muitos pacientes ele nem conseguia que se recuperassem.

Então, uma amiga lhe observou que ele precisava ter novos olhos. O importante não era mudar de hospital, de atividade. Era ele olhar o mesmo cenário, de forma diferente.

E lhe sugeriu que, a cada dia, durante 15 minutos, ele rememorasse os acontecimentos e respondesse a si mesmo: "o que me surpreendeu hoje? O que me perturbou ou me emocionou hoje? O que me inspirou hoje?"

Ele ficou em dúvida, mas tentou. Três dias depois, a única resposta que conseguia dar para as três questões era nada, nada, nada.

A amiga lhe sugeriu que ele olhasse as pessoas ao seu redor como se fosse um escritor, um jornalista, ou quem sabe, um poeta. Procurasse histórias.

Seis semanas depois, Josh encontrou-se com ela outra vez e lhe falou das suas experiências. Estava mudado. Sereno.

Nos primeiros dias, a única coisa que o surpreendera tinha sido o tumor de algum paciente que diminuía ou regredira poucos centímetros.

O mais inspirador, uma droga nova, ainda em experiência, a ser ministrada aos pacientes.

Certo dia, observando uma mulher de apenas 38 anos, que ele havia operado de um câncer no ovário, tudo mudou.

Ela estava muito debilitada pela quimioterapia. Sentada em uma cadeira, tinha ao seu lado as filhas de quatro e seis anos. As duas meninas estavam bem arrumadas, felizes e amadas. "Como ela fazia aquilo?"

Aproximou-se e lhe disse que a achava uma mulher maravilhosa, uma mãe fora do comum. Mesmo depois de tudo o que havia passado, ele observava que havia dentro dela algo muito forte. Uma força que a estava curando.

A partir daí, ele começou a perguntar aos pacientes o que lhes dava forças na sua luta contra a doença.

As respostas eram muito diversas. O importante é que ele descobriu que tinha interesse em ouvir.

Se antes já era um excelente cirurgião, deu-se conta de que agora, e somente agora, as pessoas vinham lhe agradecer pela cirurgia. Algumas até lhe davam presentes.

Mudou o seu relacionamento com os doentes. Contando tudo isso para a amiga, ele retirou do bolso um estetoscópio com seu nome gravado e o mostrou, comovido. Presente de um paciente.

Quando a amiga lhe perguntou o que é que iria fazer com aquilo, ele sorriu e respondeu: "Ouvir os corações, Rachel. Ouvir os corações."

..........................................

Todas as vidas têm um significado. Encontrar o sentido das coisas nem sempre é fazer algo diferente. Por vezes, é somente enxergar o cotidiano, a rotina de uma forma diferente.

A vida pode ser vista de várias maneiras: com os olhos, com a mente, com a intuição.

Mas a vida só é verdadeiramente conhecida por aqueles que falam e ouvem a linguagem do coração.

(Momento de Reflexão)

 

Conheço-te






Conheço teu medo,
a tua felicidade
e os teus sonhos.

Conheço tua estrada
e sei exatamente o teu destino.

Conheço-te por dentro...
E sem que tu tenhas que me pedir,
eu entendo o que tu queres.


Conheço o teu sorriso,
e sei tudo que está dentro do teu coração.
Conheço e te reconheço em qualquer lugar...

Sei do teu amor, da tua saudade,
dos sonhos que movimentam a tua vida
e da esperança que te faz lutar.

Amo-te pelo que tu és, e
para mim, és um ser valioso.

Amo-te, mesmo quando perdes
a confiança em Mim.

Amo-te, mesmo sem saberes...

Acompanho-te desde sempre!
Estou ao teu lado
mesmo quando pensas que Te abandonei...

Vibro em cada minuto da tua felicidade.
Choro com cada lágrima tua.
Sofro com toda a tua dor,
e Te estendo as mãos a todo momento,
embora muitas vezes teimes em não Me pedires ajuda,
mesmo assim, continuo a te proteger...

Conheço-te
e sei que és muito especial,
como é especial cada filho Meu,
mas cada um com as suas diferenças,
ainda assim o meu Amor é incondicional,
e ele é o maior Amor do mundo

Conheço-te,
porque eu te criei...

" Aquietai-vos, e sabei que Eu sou Deus."

(Autoria: Vilma Galvão)

Como respondeu?



À hora de cólera, você exclamou:
"Vingar-me-ei!"
E perdeu uma feliz oportunidade de exercitar o perdão.

Escarnecido pela ignorância, você retrucou:
"Infeliz perseguidor!"
E malbaratou o ensejo de iluminar em silêncio.

Esbofeteado pela agressividade da intolerância,
você reagiu:
"Nunca mais terás outra ocasião de ferir-me!"
E desperdiçou a lição do sofrimento.

Dominado pela preguiça, você justificou:
"Amanhã farei a assistência programada."
E esqueceu que agora é a hora da ação edificante.

Acuado pela perseguição geral, você indagou:
"Por que Deus me abandonou?"
E não enxergou a Divina Presença na linguagem
do testemunho que lhe era solicitado.

Aturdido pela maledicência, você desabafou:
"Ninguém presta!".
E feriu, sem motivo, muitas almas boas,
generalizando a invigilância e a crueldade.

Esmagado pela pobreza, você inquiriu:
"Onde o socorro celeste?"
E atestou o apego às coisas terrenas.

Ante a felicidade aparente dos levianos, você disse:
"Só os maus vencem!"
E desrespeitou a fé cristã que você vive,
inspirada na cruz de ignomínia onde Ele pereceu.

Ao impacto de acusações injustas, você baqueou: "Estou perdido!"
E não se recordou d'Aquele que é o nosso Caminho.

Entretanto, poderia dizer sempre:
"Em ti confio, Senhor, e a Ti me entrego."
E Ele, que nunca abandona os que n'Ele confiam,
saberia ajudá-lo incessantemente.

(Divaldo Pereira Franco)

Divider
 

Pedaço do Céu






Às vezes você se sente deslocado no planeta que habita, como se o Criador o tivesse jogado a esmo, e você caiu em local inóspito e infeliz...
Olha ao redor e tem a sensação de que todos estão bem encaixados, como engrenagens vivas nessa imensa máquina chamada sociedade..., menos você.
Parece até que as pessoas não o vêem, não o ouvem, e sente-se como um fantasma que se move, sem rumo e sem alegria.
E pensa que seria tão bom se você pudesse fazer parte das alegrias de todos, das conquistas alheias, das belezas da natureza que o cerca.
Seria ainda melhor se todos percebessem seus talentos, seus esforços, suas pequenas vitórias, e o amparassem nos seus dias de tristezas...
Sente que pode estar no mundo errado, no momento errado, com as pessoas erradas, e talvez fosse mais feliz se alterasse a rota, trocasse de posição com outra pessoa, fosse outro ser qualquer...
Você olha o céu e analisa os pássaros, na sua trajetória maravilhosa, a planar ao vento com o sol a brilhar sobre suas penas...
É delicioso ser pássaro, pensa você.
Volve os olhos ao mar e analisa os peixes, com suas cores diversas, tamanhos variados e pensa na maravilha que é nadar no recife entre os corais, na água tépida...
Seria tão bom ser peixe..., pensa você.
Observa árvores gigantescas, arbustos, plantas, flores e frutos à disposição dos seres selvagens.
E pensa que não seria nada mau ser um tigre a desfrutar da liberdade, a correr leve e solto, sem peias, sem amarras...
Volta seu olhar para o seio da terra e vê seres que cavam tocas profundas, bem feitas e, embora ache escuro, observa os seres que lá habitam e medita que não seria nada ruim habitar as entranhas da terra...
Volve seu olhar a todos esses seres que habitam o planeta e analisa prós e contras, e percebe cada um com um pedacinho do céu.
E assim é a vida de cada um de nós: diferente, formando habilidades múltiplas, desenvolvendo aptidões diversas, com prós e contras.
Mas, assim como o pássaro não pode nadar, o peixe habitar a selva nem o tigre voar, cada um tem um pedacinho do céu em suas vidas.
Saiba verificar qual é o seu pedaço do céu.
Não ambicione o céu alheio.
É possível que você não esteja preparado para vivenciar a realidade alheia.
Talvez lhe falte envergadura.
Talvez lhe sobre possibilidades.
E não há nada pior do que estar no lugar errado, na hora errada.
Conscientize-se de que você tem o pedaço do céu que merece e que tem a capacidade de desfrutar.
De que adiantaria o pôr-do-sol mais esplendoroso para quem não pode enxergar?
Viva o seu momento, na certeza de que a vida futura lhe reserva experiências diferentes, mestres diferentes e, sobretudo, o pedaço do céu que lhe pertence...
Pense nisso!
Este é o seu momento de crescer, de produzir, de colaborar com o Criador exatamente onde ele o colocou.
Seja feliz no seu pedacinho do céu, que é único e é seu!



Se Você






Se você já parou para admirar o incrível e interminável
trabalho de uma simples formiga...

Se você já parou espantado e tentou compreender a beleza
admirável de uma casa de abelhas...

Se você já parou e procurou acompanhar a extraordinária
velocidade e a maravilha espantosa do vôo de um beija-flor...

Se você já parou sentado no chão, e ofereceu
suas mãos para seu cão lambê-las...

Se você já parou e procurou sentir o perfume mágico
do cheiro humilde das flores...

Se você já parou e se dispôs mansamente a escutar
o barulho eterno das ondas do mar...

Se você já parou e sentiu em seus lábios o mesmo sorriso
que você viu naquela criança...

Se você já parou e sentiu derramar em seu rosto as mesmas
lágrimas que você viu descerem tristes pela face enrugada
daquele pobre velho...

Se você sentiu tudo isto, se você conseguiu compreender e
observar isto tudo, na verdade você não parou um segundo
sequer, você viveu da maneira mais intensa cada instante da
sua vida, você encheu de beleza a sua alma e de amor o seu
coração, porque saiba que você chegou bem perto de Deus...
(Autor: Flávio Ernani Barbizan)
 

Poema de Deus









Fazia eu ao Senhor
a minha oração
Deus, por seu anjo pediu-me
um poema sobre as Belezas
de toda a Criação
*
Quando escrevi falando do Sol,
Senti Suas mãos me aquecendo
Ao falar da lua
senti Sua ternura me envolvendo
*
Falando eu dos animais
sentia-O me embalar como a uma criança
Falando das árvores e das flores,
senti Seu sopro de esperança
*
Falando das águas,
senti Seu mergulho em mim
com Seu mistério a me proteger
Falando do céu
senti Seu azul a me acolher
*
Falando do fogo
senti Sua chama purificando-me o ser
Falando do ar
senti Seu sopro divino a renovar meu viver
*
Terminado o breve poema
Apresentei-Lhe tudo quanto escrevi
Ouvi-o então dizendo:
"Prossegue, tu não falaste de ti"

(Autora: Pando)

 

No Justo Momento



 
 
 

No justo momento em que:

o fracasso lhe atropele o carro da esperança;

o apoio habitual lhe falte à existência;

a ventania da advertência lhe açoite o Espírito;

a aflição se lhe intrometa nos passos;

a tristeza lhe empane os horizontes;

a solidão lhe venha fazer companhia;

no momento justo, enfim, em que a crise ou a
angústia, a sombra ou a tribulação se lhe
façam mais difíceis de suportar, não chore
e nem esmoreça.

A água pura a fim de manter-se pura é
servida em taça vazia.

A treva da meia-noite é a ocasião em que o tempo
dá sinal de partida para nova alvorada.

Por maior a dificuldade, jamais desanime.

O seu pior momento na vida é sempre o
instante de melhorar.