Loading...

sábado, 28 de setembro de 2013

SUPERANDO O CÁRCERE DA EMOÇÃO - Augusto Cury





SUPERANDO O CÁRCERE DA EMOÇÃO- Augusto Cury


Para ele, o cárcere da emoção, é o pior que existe. As pessoas com Síndrome tri- hiper : - sensíveis, vivem muito a dor do outro e magoam-se facilmente, tem pensamentos acelerados e preocupação exagerada com sua imagem social, são ótimas para a sociedade e péssimas para si mesmos. Ficam expostas aos transtornos emocionais, como a depressão e a ansiedade.

O distúrbio da Psicoadaptação, é a perda inconsciente do prazer, quando se é exposto ao mesmo estímulo. Isso gera uma angústia existêncial e uma busca em novas formas de prazer, como festas, shows, álcool, fumo, drogas, sexo... Na primeira infância são registrados na mente humana, acontecimentos vividos com maior grau de tensão, ansiedade ou prazer. Na vida adulta, quando vivenciadas situações semelhantes, os mesmos sentimentos se repetem. Quando essa ansiedade é de alto grau, pode-se desenvolver a síndrome do pânico, fobias, dependência de drogas... O resultado é:- insegurança, instabilidade, medo, agressividade, impulsividade. A espécie humana é a única que pode perder o prazer de viver e desistir da vida. A sabedoria não está em não errar e não sofrer, mas no destino que se dá aos erros e sofrimentos.

grande desafio terapêutico é saber gerenciar a tensão produzida pelos registros de memória, mesmo que esse sentimento exista há muito tempo. Não se apaga a memória, mas pode-se reescrevê-la com pensamentos novos ricos e sábios.

  " A Terapia Multifocal liberta, porque aprende-se a proteger a emoção, resgatando o eu, que é a vontade consciente e que nunca pode ser destruída, mas sim transformada."

Esses pensamentos novos, devem ser ministrados diariamente, por cerca de pelo menos dois anos, pois assim, serão reorganizados os arquivos mentais e serão produzidas as raízes da saúde psíquica. Liberte a parte mais delicada da inteligência, que é a sua emoção. Sinta prazer nas coisas singelas da vida. Como prevenção de tais distúrbios, é fundamental que os pais dialoguem com os filhos. Entre os 7 e 11 anos de idade, é importante que se faça uma reunião mensal, sem sermões, tratando de temas como drogas, sexo, futuro e usando-se mais perguntas do que respostas. Isso faz com que a criança aprenda a arte de pensar, levando-a a ter segurança, habilidade intelectual e autoestima. O pai que costuma envolver e encantar o filho com brincadeiras,tem muito mais possibilidade de ajudá-lo, do que aquele pai que o policia e tenta puni-lo. O elogio constrói avenidas no relacionamento e a crítica é como lâmina que fere a emoção e trava a inteligência. A Educação nas Escolas, precisa urgentemente acrescentar esta principal matéria, que é a arte de pensar, de questionar, de proteger as emoções. Quanto mais eficiente for a Educação, menos espaço a Psiquiatria e a Psicologia Clínica, terão na sociedade moderna. Maturidade é saber pensar antes de reagir. É resgatar a nobreza do sentido da vida. A tranquilidade, a amizade, o prazer de viver, a contemplação da natureza, são os prazeres mais ricos da existência humana e conquistados pelo que somos , não pelo que temos. O Dr. Augusto Cury, tem como referência, Jesus Cristo, que teve um nascimento indigno, sofreu todo o tipo de perseguição e injustiça, mas nunca desistiu da vida, sendo Fonte de Paz !

 
Fonte: SHVOONG


 
http://www.ebah.com.br/content/ABAAABVNEAI/superando-carcere-emocao


Nenhum comentário:

Postar um comentário